GOOGLE TRADUTOR/TRANSLATOR

quarta-feira, 1 de abril de 2015

AMOREPOESIA_25 - Vários Autores


 Margareth - Desenho - ©Daniel Amaral - 2007
Desta vez resolvi fazer um podcast misturando estes grandes nomes da poesia: Carlos Drummond de Andrade, Pablo Neruda, Florbela Espanca, Cecília Meireles e Caetano Veloso
A idéia era mesmo essa, apresentar algumas poesias já publicadas destes artistas e reinterpretar outras.
Quero que você que ouve os meus podcasts participe comigo. Fique à vontade para enviar comentários... Enfim. Participe. Toda crítica construtiva é bem vinda.
Poesias:
Pablo Neruda - Saudade, Aqui Te Amo, Soneto XXV; Carlos Drummond - Porque?, Um Ausente; Poetas de Rua de Santa Catarina - Solidão; Cecília Meireles - Leveza, Motivo; Florbela Espanca - Fanatismo, Desejos vãos; Caetano Veloso - Um Índio. 
Músicas:
Kid Abelha - Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda - Casinha de Sapê (Hildon) - versão acústica com a participação do Pernambucano Lenine; Etnica - Be On Go; Adriana Calcanhoto - Mais Feliz (ao vivo); Gal Costa - Luz do Sol; Cassia Eller - Mudaram As Estações; Skank - Acima Do Sol; Bruce Springsteen - Streets Of Philadelphia.



domingo, 22 de março de 2015

AMOREPOESIA_79 - Recordando Agosto de 2009

O rosto expressivo, de uma vivacidade adolescente. Os olhos, de um castanho cor de mel, pareciam duas gemas mágicas a brilhar e a moverem-se sorridentes. Sua presença, como que envolvida de um brilho cativante, transformava em alegria tudo à sua volta. A voz, um pouco rouca, dava-lhe um toque a mais de sensualidade. Talvez já se desse conta dos sentimentos que despertava nos rapazes da vizinhança... Como era linda a menina, todos diziam. Era bom observa-la. Os seus movimentos cheios de energia mostravam a plenitude de sua beleza em cada gesto. A sua figura tinha um que de gazela livre, que provocava em nós, os seus admiradores, os mais indizíveis desejos platônicos...
Acabara de completar 20 anos.
Eu lembrava dela desde a escola. Sempre fora linda, lembro bem... desde menina, sempre chamara a atenção pela candura e a beleza dos seus traços.
(...)


---


Poesias:


Poetas de Rua de Santa Catarina - A Solidão; 
Antônio Soares - Saudade; 
Pablo Neruda20 Poemas de Amor e Uma Canção Desesperada; 
(3 poesias do livro homônimo);
Antero de Quental - Intimidade e Oceano Nox;
Eugênio de Andrade - Adeus;
Abdias Sá - Sonhos;

--
Músicas:

Banda Incubus.
The Matrix Battle Theme.  
Vangelis, da trilha sonora original do cult sci-fi "Blade Runner".
Gloria Estefan - Don't Wanna Lose You. 
Christopher Cross - Sailing.
Nelly Furtado - Turn Off The Light.
 
 

DOWNLOAD

quinta-feira, 5 de março de 2015

Dia Internacional da Mulher - 8 de Março


©Daniel Amaral - Desenho - Dadá 2011

Ah... As Mulheres  

Agradeçamos aos céus com gratidão...  
  
Abençoadas sejam todas as mulheres! 
Bem aventuradas! Amadas sejam elas, 
Mães da vida  e do amor incondicional.

Verdadeiras mulheres, divina criação...

Perseverem, permaneçam mulheres,
Nossas mães, nossas filhas, nossas fêmeas
A preencher-nos de ternura o coração.

Daniel Amaral
28/02/2010


Ouça as minhas poesias.

   




AMOREPOESIA_132 - O Pergaminho de Og Mandino


O Centauro - ©Daniel Amaral - Desenho 2009

O Pergaminho - Do livro O Maior Vendedor do Mundo de Og Mandino.

Este programa segue a tendência dos meus mais recentes podcasts, que é trazer  mensagens mais introspectivas e que despertem a atenção para os vários caminhos que podemos seguir na busca da tão proclamada FELICIDADE.

Músicas:

Traxx Ambient_Krill.Minima; Kitaro - Sounds of Nature - A Tropical Rain Forest; Walking on Air - David Modica - Seraphim; Carmina Burana - Carl Off; Gollum's Song_Emiliana Torrini_ Lord of the Rings; Zé Ramalho - Avohai.

"Eu amarei a luz porque ela me mostra o caminho. Contudo, eu suportarei a escuridão pois ela me mostra as estrelas." - Og Mandino citado em "Frases Geniais" - Página 22, Paulo Buchsbaum, Ediouro Publicações, 2004, ISBN 8500015330, 9788500015335 - 440 páginas

 
DOWNLOAD

            
           



quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

NÃO CHORES MAIS



NÃO CHORES MAIS


Lágrimas, chamam lágrimas...
Não te deixes inundar de tristeza tanta.
Busque antes a beleza do sorriso
Que de festas te contagia e encanta.


Olha à tua volta, que existência fecunda!
Vês quantas alegrias te dá graciosa a vida...
Não temas a noite, que nos enche de presságios
E os nossos sonhos de temores inunda...


Procura em teu seio a fartura querida
Que, do teu lado a insuspeita vontade
Sempre te alcançará, enquanto não desistires
Da tua chama sequiosa e repleta de vida.


És tu o sol interior de tua vivência,
A tua chama alta linda e flamejante,
Com a qual te brindou a existência
Para completares sem medos a tua senda.


Daniel Amaral
28/12/2009
Publicado no Recanto das Letras em 28/12/2009
Código do texto: T1999919


Dindi
(Aloísio de Oliveira/Tom Jobim)
 

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

AMOREPOESIA_107 - Paulo Coelho


Paulo Coelho - HISTÓRIAS PARA PAIS, FILHOS E NETOS... este é o tema deste podcast. Neste programa estão as histórias que nos remetem aos tempos antigos onde ensinamentos ancestrais eram passados de geração em geração, enquanto crepitavam as chamas de uma fogueira.




UM CONTO DE KHALIL GIBRAN 
   
Eu estava andando nos jardins de um asilo de loucos, quando encontrei um jovem rapaz, lendo um livro de filosofia. Por seu jeito, e pela saúde que mostrava, não combinava muito com os outros internos. Sentei-me ao seu lado, e perguntei: - O que você está fazendo aqui? Ele me olhou surpreso. Mas, vendo que eu não era um dos médicos, respondeu: - É muito simples. Meu pai, um brilhante advogado, queria que eu fosse como ele. Meu tio, que tinha um grande entreposto comercial, gostaria que eu seguisse seu exemplo. Minha mãe desejava que eu fosse a imagem de seu adorado pai. Minha irmã sempre me citava o seu marido como exemplo de um homem bem- sucedido. Meu irmão procurava treinar-me para se um excelente atleta como ele. E o mesmo acontecia com meus professores na escola, o mestre de piano, o tutor de inglês – todos estavam convencidos e determinados que eram o melhor exemplo a seguir. Ninguém me olhava como se deve olhar um homem –mas como se olha no espelho. Desta maneira, eu resolvi internar-me neste asilo. Pelo menos, aqui eu posso ser eu mesmo.
Paulo Coelho HISTÓRIAS PARA PAIS, FILHOS, E NETOS


  
Músicas:
Cybele-Neo-Tribal Mix_Solace; Forge_Bianco; Murron's Burial [Braveheart - Original Sound Track]; The 69 Eyes_Celtic Woman; Enchanted_Suzanne Teng; Gymnopedies (Erik Satie); Dante's Prayer_Loreena McKennitt; A Felicidade (Vinicius de Moraes / Antonio Carlos Jobim) - Violão Tony.



 





AMOREPOESIA - A RADIO QUE TOCA EM VOCÊ - Parte1

CHARLES BAUDELAIRE

UM PASSEIO POR VITÓRIA E VILA VELHA

PUBLICIDADE - DANIEL AMARAL

SEREIAS

EM QUE PARTE DO MUNDO ESTÁ VOCÊ?

LÁ VAI UM MENINO















Lá vai um menino
Correndo atrás do vazio.
Lá vai um menino,
Que de tão pequenino

Entre os carros que passam,
Se perde no tempo
De ser apenas menino...

Esse menino,
Que sonha sozinho,
Só pede um pouquinho
Da luz que queria

Ter a estrela pequenina,
Quando a noite vai fria.
Pobre menino.

Invisível aos olhos
Que vão sonolentos,...
Da tristeza ensaiada,
Da vida roubada,
Dos sonhos menino.

Esse menino
Vai pelas calçadas,
Com roupas rasgadas
E a alma em desatino.

Volta menino
A ser pequenino.
Vive.

A vida te dará um sorriso!

E, quando a noite chegar
E com tuas asas sonhar,
Te alcançará o paraíso...
E jamais terás que vagar,
Pois terás, enfim,

Encontrado o caminho.

©Daniel Amaral 04/12/2006
Chico Xavier - Mensagens

NEOWORX

NEOWORX